Stu Ungar

5 Mai

É uma lenda que tinha uma habilidade inata para jogar cartas. Nascido a 8 de Setembro de 1953 em Manhattan, Nova Iorque, Stu Ungar desde cedo se interessou pelos jogos de cartas, tendo uma capacidade que poucas pessoas no Mundo têm – memória fotográfica.

Com apenas 10 anos de idade Stu venceu um torneio de Gin, e aos 14 anos era considerado um dos melhores jogadores de Gin Rummy da Cidade que nunca dorme. Infelizmente para Stu a acompanhar a sua habilidade nas cartas, estava um gosto incontrolável pelas apostas, o que lhe levava muitas vezes quase todo o dinheiro ganho nas mesas.

Desde cedo este problema foi identificado, numa vida que cresceria com muitos outros vícios, que acabariam por destruir a vida de um dos melhores jogadores de poker da história.

Na escola Ungar revelava-se também um bom aluno, aliás um muito bom aluno, tendo-lhe sido permitido saltar um ano (o sétimo), sendo que após a morte do pai, abandonou os estudos no 10º ano com o intuito de suportar a mãe e a irmã. Stu não se deixou ficar por Nova Iorque muitos anos, já que em 1976 e com apenas 23 anos decidiu mudar-se para Las Vegas, então Capital do Jogo Mundial.

A reputação de Stu era tal, que mesmo em Las Vegas os adversários começaram a recusar defrontá-lo nas mesas de Gin. Foi aí que decidiu mudar-se para o Blackjack e Poker. A sua memória fotográfica aliada ao elevado quoficiente de inteligência fizeram com que o dinheiro deixasse de ser um problema para Stu.

Com poucos anos de experiência de Poker, Stu venceu o Main Event das World Series of Poker de 1980, repetindo o feito no ano seguinte. A sua primeira vitória ficaria marcada pelo recorde do mais jovem campeão na história das WSOP até à conquista de Phil Hellmuth em 1989.

Stu era um jogador com cara de menino, e muito baixo, o que levava a que muitas vezes fosse menosprezado por algum jogador mais incauto. Uma vez foi acusado de fazer batota numa mesa de blackjack, teria de pagar uma multa de $500. Stu não se conformou e gastou mais de $50,000 em advogados de forma a limpar o seu nome.

Na sua curta carreira Stu participou em apenas 30 grandes torneios de poker, tendo ganho 10 desses torneios. Um número impressionante que levou outra figura do poker (Mike Sexton) a afirmar que Stu era “o melhor jogador de no limit de sempre.”

Infelizmente quase todo o dinheiro que Stu ganhava ia parar a apostas e corridas de cavalos, ou ainda pior ao seu mais recente e mortal vício – a Cocaína. Ao longo da sua vida Stu perdeu quase todos os amigos, e foi Billy Baxter quem se ofereceu para pagar a entrada nas World Series of Poker de 1997, naquele que viria a tornar-se um dos maiores momentos do poker – quando um debilitado Stu Ungar venceu pela terceira vez o Main Event das WSOP.

Por essa vitória Stu recebeu $1,000,000, dos quais metade foram para Billy Baxter, o restante meio milhão Stu perdeu em pouco menos de um ano. A vida deste jogador que muitas vezes foi expulso de casinos pelos maus modos com que tratava os dealers e funcionários teve o seu fim num quarto de motel, com a idade de 42 anos vítima de overdose.

A personagem de Stu The Kid Ungar, foi de tal forma marcante, que em 2003 teve direito a um filme baseado na sua história de vida, onde o papel de Stu Ungar foi interpretado pelo “Soprano” Michael Imperioli – o filme de poker Stuey.