Johnny Chan

16 Mar

O Expresso do Oriente (apelido pelo qual é conhecido nas mesas) nasceu em Guangzhou na China em 1957, localidade onde viveu até aos 5 anos, altura na qual a sua família se mudou para Hong Kong. Foi uma estadia curta a de Chan na ex-colónia Britânica, já que em 1968 estaria de novo em mudanças, desta vez para um destino um pouco mais longínquo.

Phoenix no Arizona, foi o local escolhido pela família de Chan para arrancar com o negócio de restaurantes em continente norte-americano. Com um início de vida de verdadeiro saltimbanco foi quando os seus pais já residiam em Houston, Texas, que Chan decidiu abandonar o curso universitário para se dedicar de forma profissional ao jogo, mudando-se para Las Vegas.

Ficava para trás o curso de Gestão Hoteleira, e uma carreira segura, em busca de um sonho que anos mais tarde o levaria a ser considerado um dos melhores jogadores de Poker do Mundo.

A sua primeira grande vitória surgiu na America’s Cup of Poker de 1983, um evento com um buy-in de $10,000 e que premiou o primeiro lugar de Chan com $130,000. Foi a primeira de muitas conquistas de Chan, que foi coleccionando vitórias em circuitos menores, para em 1985 conquistar a sua primeira bracelete dourada – símbolo da vitória em Eventos das World Series of Poker.

Chan afirma que o seu sucesso inicial se deveu não só à sua natural aptidão para jogar poker, mas também ao facto de a maior parte dos adversários não estar habituado a defrontar jogadores asiáticos. Em 1985 o simpático oriental ganhava o maior dos torneios de Poker do Mundo, o Main Event das WSOP. Uma vitória que viria a repetir no ano seguinte, e que só não se repetiu em 1989 pois um jovem Phil Hellmuth Jr deu-se melhor no duelo final.

Johnny Chan é o orgulhoso detentor de 10 braceletes WSOP, patamar onde tem a companhia de Doyle Brunson, e apenas superados por Phil Hellmuth. Os mais puros dizem que Chan tem ainda mais mérito que Brunson e Hellmuth, pois as suas vitórias tiveram lugar em torneios com fields maiores (tal como Hellmuth), mas ao contrário de Hellmuth, não se pode dizer que Chan é apenas bom numa vertente de poker. Com braceletes em Eventos de Limit Hold’em, Seven Card Stud, Deuce to Seven Draw, Pot Limit Omaha, Pot Limit Hold’em e No Limit Hold’em, Chan granjeou o respeito da comunidade mundial de Poker.

Respeito que levou o autor do livro Play Poker Like Johnny Chan, a ser convidado para contracenar naquele que é tido por muitos como o melhor filme de poker (Rounders) alguma vez realizado, e que em conjunto com a vitória de Chris Moneymaker se tornou no grande responsável pelo Boom do Poker a uma escala Global. Esse filme é como não podia deixar de ser Rounders, filme onde é possível ver Chan apenas 3 minutos. Uma das cenas que se pode ver na tela é a final do Main Event das WSOP, onde Chan derrotou Erik Seidel.

Hoje em dia quase não se dá pela presença de jogadores asiáticos nas posições mais altas, casos de Scotty Nguyen, John Juanda ou Le Tuan de tão habituais que se tornaram, mas quem abriu as portas a esta nova gama de jogadores foi Chan, o Expresso do Oriente.