Barry Greenstein

14 Jan

Barry Greenstein nasceu a 30 de Dezembro de 1954 em Chicago, Illinois. Tem um bacharelato em ciências de computadores e trabalhou na Symantec, uma empresa de segurança de computadores, até se demitir em 1991 para se tornar um jogador profissional de poker. Foi-lhe atribuído o nickname Robin Hood do Poker pelos seus modos filantrópicos, doando todos os seus ganhos em torneios para caridade. Barry diz ganhar o suficiente em cash games para suportar o seu estilo de vida.

Em 2007, Barry Greenstein esteve muito bem nas World Series of Poker. Conseguiu atingir duas mesas finais, um 7º lugar num torneio H.O.R.S.E. $50.000. Barry já conquistou duas braceletes WSOP. A sua primeira em 2004 num evento $5.000 No Limit Deuce to Seven Triple Draw e a sua segunda em 2005 num evento $1.500 Pot Limit Omaha. Barry também teve bastante sucesso no World Poker Tour, atingindo 4 mesas finais, e em duas dessas, conseguiu o primeiro lugar.

Barry Greenstein é um excelente professor de poker. Ensinou Mimi Tran, uma das melhores jogadoras de poker, depois de um negócio em que Mimi como moeda de troca, ensinou Barry a falar Vietnamita. Barry tem dado conselhos ao seu afilhado, Joe Sebok, mas não deu ainda instruções completas, com o objectivo de o deixar aprender por si. Barry já escreveu o livro de poker Ace on the River e diz poder ajudar qualquer um a subir um nível no seu jogo. É conhecido por oferecer uma cópia do seu livro ao jogador que o elimina de um torneio, juntamente com um autógrafo e detalhes da mão em que saiu eliminado.

Greenstein é uma das vozes mais respeitadas do Poker Mundial e a sua entrada na Team PokerStars não causou surpresa a ninguém. Uma das histórias mais curiosas que envolvem Greenstein foi uma aposta feita contra ele. Barry é um dos mais requisitados jogadores para participar nos inúmeros programas televisivos de poker e sabendo disso um anónimo sugeriu que Barry a meio de um dos episódios de High Stakes Poker disse-se “lol donkaments” apostando $10,000. Após ganhar uma mão a Erick Lindgren, Greenstein não se fez rogado, e no final além dos $10,000 ganhos pela aposta recebeu outros $45,000 por jogadores que gostaram da ousadia de Barry, dinheiro que este último entregou a obras de Caridade.